O mundo ama Nutella, mas se você deixar o óleo de palma e ajustar o teor de açúcar, poderá desfrutar de algo ainda mais saboroso e saudável.

Para quem ainda não sabe o famosinho creme de avelã é composto por 55% de açúcar puro (o segundo maior ingrediente é o óleo de palma). E descobrimos que é perfeitamente possível criar uma versão que contenha mais avelã e chocolate do que açúcar e óleo de palma. O chocolate

Algumas pessoas preferem utilizar cacau em pó cru em suas criações, acreditando ser mais saudável do que o cacau torrado comum. Pode até ser, mas o problema com o cacau em pó, cru ou não, é que ele é bastante amargo. A maioria dos chocolates contém açúcar para equilibrar esse sabor, além de manteiga de cacau natural, o que ajuda a dar corpo às pastas – não faz muito sentido, a menos que você também prefira cacau cru.

Avelã 

As avelãs são a espinha dorsal da Nutella – o grupo Ferrero utiliza quase um quarto do suprimento mundial. Algumas pessoas podem escolher adicionar algumas amêndoas na receita também, mas uma receita só com avelãs seria igualmente satisfatória. Uma panela seca é mais rápida e certamente mais eficiente em termos de energia, mas você obterá um resultado mais uniforme em um forno quente; 

Avelãs descascadas são fáceis de encontrar nas seções de panificação de supermercados e pouparão a tarefa um pouco tediosa de esfregar as peles, que podem ser amargas bastante amargas. Se você usar a opção com casca, recomenda-se esfregá-las em um pano de prato para soltar a pele; Uma dica é agitá-los com força em um recipiente bem fechado por mais ou menos um minuto para que as cascas se soltem.

Moa até que se torne em uma pasta – você pode retirar e reservar algumas colheres de sopa delas em grãos, se preferir uma versão crocante, mas se você não processá-las o suficiente, obterá uma consistência granulada e quase arenosa, que provavelmente o levará de volta ao braços acolhedores da família Ferrero. Se você duvida da capacidade do seu processador de alimentos, sugiro que você compre manteiga de avelã: você o encontrará em lojas de produtos naturais e em grandes supermercados. (Não é barato, tente a versão caseira primeiro.)

Utilize praliné de avelã moído para misturar em sua pasta. Isso proporciona uma adorável mistura açucarada, bem parecida com algo que você pode encontrar em uma caixa de chocolates sofisticados.

O adoçante

Os fãs de cacau provavelmente não precisarão de adoçantes aqui, mas acho que a amargura natural do chocolate escuro é bastante marcante. Use um açúcar de sua preferência (granulado, mel, xarope de bordo) para dar uma quebrada no amargor.  Adicione-o à gosto, vá experimentando para o doce não passar do ponto ideal pra você. 

A gordura

Como também é necessário algum tipo de gordura para proporcionar consistência cremosa e fluida, em vez do óleo vegetal sugerimos manteiga e creme de leite, o que dá uma textura sólida e levemente quebradiça, há quem opte por manteiga de cacau extra e manteiga clarificada, que funciona bem também. No entanto, nenhum deles pode igualar a versão suave, fácil de espalhar e surpreendentemente leve que leva leite integral e leite em pó. Funciona muito bem: uma vez firme, é quase tão fácil de aplicar à torrada quanto a real e fica muito melhor.

Se você for vegetariano, sugiro que a manteiga de cacau seja uma opção melhor do que o óleo e o leite de coco. Ah, mas uma dica, adicione um pouco de extrato de baunilha, ficará ótimo.

Pasta perfeita de chocolate

  • (faz 1 frasco de 350 ml)
  • 140g de avelãs, de preferência descascadas
  • 225g de chocolate, cerca de 70% de cacau (ou veja acima)
  • 25-50g de açúcar de sua escolha (granulado, mel, xarope de bordo)
  • 3 colheres de sopa de leite em pó integral
  • 350ml de leite integral
  • Pitada de extrato de baunilha
  • Pitada de sal

Aqueça o forno a 180 ° C e espalhe as avelãs em uma única camada em uma assadeira. Asse por cerca de 12 a 15 minutos até dourar e deixe esfriar. 

Retirar as cascas se não forem as avelãs descascadas.

Moa em um processador de alimentos até virar uma pasta macia, retirando e reservando algumas colheres de sopa no início delas ainda não moídas, se preferir uma textura crocante. Dependendo do processador isso levará cerca de 10 minutos, cuidado para que o motor não superaqueça, dê pausas se necessário.

Enquanto isso, derreta o chocolate em uma tigela resistente ao calor colocada em cima de uma panela com água fervente ou no microondas. Misture o leite, o leite em pó e 25g de açúcar em uma panela pequena e aqueça em fogo baixo.

Com o processador ainda em funcionamento, despeje o chocolate quente em pasta de avelã, seguido de leite quente, extrato de baunilha e uma pitada de sal. Tente adicionar a quantidade restante de açúcar desejada e, quando estiver satisfeito, adicione as avelãs parcialmente moídas que você reservou no início.

Despeje em um recipiente limpo, deixe esfriar e depois é só provar!!! 

× Chamar no Whatsapp